NO FINAL DE 2017, CERCA DE 60 MIL AGRICULTORES FAMILIARES DE 900 MUNICÍPIOS DO SEMIÁRIDO BRASILEIRO PASSARAM A RECEBER ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL (ATER) PELO PROJETO DOM HELDER CÂMARA (PDHC). A ATUAÇÃO BUSCA COMBATER A POBREZA E REDUZIR OS NÍVEIS DE DESIGUALDADE, PROMOVENDO O DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL NA REGIÃO.

O PDHC SE ARTICULA NOS CONCEITOS DE CONVIVÊNCIA E NAS DIMENSÕES SOCIOPOLÍTICAS, AMBIENTAIS, CULTURAIS, ECONÔMICAS, TECNOLÓGICAS E TAMBÉM PROCESSOS PARTICIPATIVOS DE PLANEJAMENTO, GESTÃO E CONTROLE SOCIAL.

AS AÇÕES FORTALECEM A ESTRUTURAÇÃO PRODUTIVA, AUXILIANDO OS AGRICULTORES FAMILIARES SOBRE AS FORMAS DE CONVÍVIO COM OS BIOMAS DO SEMIÁRIDO E COM A DEFICIÊNCIA HÍDRICA. ASSIM, ESTIMULA-SE A SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL, GERAÇÃO DE TRABALHO E MELHORIA DA RENDA. RESULTADO: AUTONOMIA ECONÔMICA E SOCIAL DAS FAMÍLIAS BENEFICIADAS.

O PDHC É DESENVOLVIDO POR MEIO DE UM ACORDO DE FINANCIAMENTO ENTRE O GOVERNO BRASILEIRO E O FUNDO INTERNACIONAL DE DESENVOLVIMENTO AGRÍCOLA (FIDA) E PASSA POR MISSÕES PERIÓDICAS DE MONITORAMENTO PARA AVALIAÇÃO.