O Produzir Brasil, o PNCF – Terra Brasil e o Brasil Mais Cooperativo são os programas mais novos que contemplam a Ater Pública

A Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater) e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) participaram da 60ª Assembleia Geral Ordinária da Associação Brasileira das Entidades Estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural (Asbraer). O evento foi realizado presencialmente, nesta terça-feira (30), em Brasília e contou com a presença de 21 associadas. Sob condução do presidente da Asbraer, Nivaldo Magalhães, a pauta abordou diversos temas referentes à Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) no cenário público.

Durante a programação, o presidente da Anater, Ademar Silva Júnior, apresentou os projetos e perspectivas da Agência para a Ater pública em 2022. Além dos avanços no Sistema de Gestão de Ater (SGA), a destinação de recursos e o empenho para executar os Instrumentos Específicos de Parceria (IEPs), firmados com as Emateres, foram destacados.

Os IEPs em execução são referentes às seguintes políticas públicas: Projeto Piloto, Projeto Dom Helder Câmara (PDHC); Programa Mais Gestão, Programa Nacional de Diversificação de Áreas Cultivadas com Tabaco, Programa Cadastro de Terras e Regularização Fundiária (PCRF), Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF), Programa Agronordeste e, Milho e Sorgo. Confira aqui.

Já sobre os novos programas que contemplam a Ater, estão: o de Consolidação de Assentamentos – Produzir Brasil; o PNCF – Terra Brasil e o Brasil Mais Cooperativo. Ao final da apresentação, o presidente da Anater ainda abordou os pontos fortes na prestação do serviço pelas empresas públicas parceiras.

“Este encontro é uma forma de aproveitarmos para repensar ações que fortaleçam a Ater pública. E devemos investir no meio digital para driblar os desafios presenciais. Acredito que neste próximo ano, iremos retornar com maior efetividade”, afirmou Ademar.

Todas as políticas públicas de agricultura familiar são de governança do Mapa e executadas pelas vinculadas. Dentre os temas discutidos na assembleia, estão: projetos e perspectivas do Mapa para a Ater pública em 2022; apresentação do Projeto de Ampliação das Estruturas Digitais no campo e; Apresentação dos resultados do primeiro decênio do Plano ABC e as perspectivas de Ater pública para o ABC+ 2020-2030.

Fonte: Anater

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.