Projeto Biomas Tropicais amplia apoio preservao ambiental e produo de alimentos

06/11/2018

Conectando, em rede, instituies cientficas que operam na cadeia de valor do alimento, projeto visa promover o conhecimento cientfico para aprimorar o uso racional dos recursos naturais disponveis nos diferentes ecossistemas brasileiros

Foto: Jerúsia Arruda

Com objetivo de usar o conhecimento científico para aprimorar o uso racional dos recursos naturais disponíveis nos diferentes ecossistemas brasileiros, foi lançado oficialmente, na última quarta-feira (31/10), em Brasília-DF, o Projeto Biomas Tropicais, coordenado pelo Instituto Fórum do Futuro.

Ainda em fase de prospecção, o Biomas Tropicais tem a proposta de avaliar impactos de áreas ocupadas e criar alternativas para o manejo da atividade agrícola nos biomas brasileiros. Para tanto, serão desenvolvidos quatro projetos-piloto, sendo dois na Caatinga e outros dois no Cerrado.

Durante o lançamento, o Ministro da Ciência, Tecnologia e Comunicações, Gilberto Kassab, garantiu, através do CNPQ, R$2,5 milhões para o início dos trabalhos. “Eu tenho muito orgulho de ter participado desse projeto, que acredita na integração da produção agrícola e da indústria harmonizadas com as condições naturais do país. Podemos crescer muito mais e de forma sustentável, tendo a Ciência como alma desse crescimento”, destacou Gilberto Kassab.

O Presidente do Instituto Fórum do Futuro, ex-ministro da Agricultura e atual presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Milho (Abramilho), Alysson Paolinelli, agradeceu o esforço do Ministro Kassab e ressaltou a importância estratégica do Projeto começar em seu núcleo base, reunindo na mesma pauta várias instituições científicas que operam na cadeia de valor do alimento.

Na visão do ex-ministro Alysson Paolinelli, a consolidação do Projeto Biomas, ainda que tenha um caráter demonstrativo, pode representar na cena internacional e junto à sociedade brasileira o grau de sustentabilidade do processo produtivo alcançado pela Ciência do País e seus objetivos intrínsecos de responsabilidade, tanto no campo do uso responsável dos recursos naturais quanto na perspectiva de construção de um desenvolvimento sustentável e inclusivo.

A Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater) também integra o Comitê Gestor do Projeto, e tem entre suas atribuições viabilizar a integração da pesquisa, ensino, extensão e agricultores nos territórios selecionados, possibilitando chegar as tecnologias apropriadas aos sistemas produtivos.

O presidente da Anater, Valmisoney Moreira Jardim, destaca que a assistência técnica e extensão rural (Ater) é um dos instrumentos mais importantes de suporte ao desenvolvimento rural. “Partindo desta premissa, a Anater pode contribuir sobremaneira com a efetivação do projeto e atuará na oferta de Ater fundamentada na descentralização e compartilhamento de conhecimento e inovação tecnológica”.

De acordo com o presidente, dos projetos construídos pelos extensionistas rurais, em parceria com as famílias de agricultores, inseridos no Sistema de Gestão de Ater da ANATER, será possível extrair as demandas por soluções tecnológicas e buscar alternativas a partir da articulação com as instituições de pesquisa, ensino e os próprios agricultores, para disponibilizá-las em diferentes formatos e métodos de atuação.

Lançamento

O lançamento do projeto foi realizado no gabinete do Ministro da Ciência, Tecnologia e Comunicações e também contou com a participação do presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Mário Borges Neto; o ex-ministro da Ciência e Tecnologia Ronaldo Sardenbeg; o representante da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), Alan Bojanic; o diretor de Tecnologia e Inovação da Embrapa e da Anater, Cleber Soares; o reitor de Lavras, José Scolforo; a reitora da Universidade de Viçosa, Nilda Soares; o diretor-geral da ESALQ, Durval Dourado;  o presidente do Comitê Gestor do Projeto do Serviço Geológico Nacional, Esteves Colnago; e a Professora Haihani Passos, do Instituto Federal Goiano.

Fórum do Futuro

O Projeto Biomas Tropicais é uma iniciativa do Instituto Fórum do Futuro, grupo de reflexão independente, voltado para o debate de questões estruturantes da sociedade brasileira, a partir perspectiva do desenvolvimento sustentável. Promove debates, realiza estudos, diagnósticos e antecipa cenários com foco na construção programática, que destaca e valoriza a plataforma da Ciência, da Pesquisa, da Tecnologia e da Inovação. A área central de interesses é a cadeia de valor do alimento e a Bioenergia.


Jerúsia Arruda
Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater)
Assessoria de Comunicação Social
Contatos: (61) 2020-0905 / 99241-3607 - ascom@anater.org
Facebook: www.facebook.com/anater.org
Twitter: https://twitter.com/Anaterorg
Instagram: www.instagram.com/anaterorg

Incentivando a Inovao & Maximizando a Produtividade