Anater promove curso para técnicos que atuam no projeto D. Helder Câmara

16/08/2018

Participam do curso, técnicos das empresas vencedoras dos lotes da chamada pública nº 002/2018, para executar as ações de Ater nos estados de Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte

Nesta semana, a Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater) está promovendo cursos de formação para técnicos das empresas vencedoras dos lotes da chamada pública nº 002/2018, para executar as ações de assistência e técnica e extensão rural (Ater) no âmbito do projeto D. Helder Câmara nos estados de Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte.

Os cursos estão sendo realizados de 13 a 17 de agosto, nas cidades de Carpina e Triunfo, em Pernambuco, e em João Pessoa, na Paraíba, e contam com a participação de técnicos da Associação de Orientação às Cooperativas do Nordeste (Assocene), do Centro de Desenvolvimento Agroecológico Sabiá, da Cooperativa Agrícola de Assistência Técnica e Serviço (Cooates), e do Centro de Assessoria e Apoio aos Trabalhadores e Instituições Não-governamentais Alternativas (Caatinga).

De acordo com o gerente de Ater e Formação da Anater, Vilmar Matter, o programa dos cursos foi construído tomando como base os termos da Política Nacional de Ater (Pnater), com planejamento de temas definido numa construção coletiva, com participação das coordenações de formação da Anater e da Secretaria Especial e Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead), e do Ministério do Desenvolvimento Social. “O objetivo é preparar os técnicos para executar os projetos da Anater, cuja proposta chamamos de Nova Ater, que possui um viés no desenvolvimento comunitário sustentável, visando gerar conhecimento dentro da própria comunidade. Essa nova forma de assistência possibilita que a Anater leve para o campo uma nova estrutura, elevando a abrangência e a qualidade da assistência a ser ofertada aos agricultores e suas organizações econômicas”, ressalta.

            As ações previstas no projeto D. Helder Câmara vão contribuir para o enfrentamento da situação de vulnerabilidade econômica e social dos municípios mineiros, assegurar oportunidades de integração econômica e social por meio da Ater, apoiar a capacitação tecnológica e gerencial em bases sustentáveis, e contribuir para o resgate da cidadania e melhoria da qualidade de vida dos agricultores familiares.

Chamada Pública

Com valor de R$ 52.208.571,85, dividido em 26 lotes, a chamada pública nº 002/2018 prevê atendimento a um público de 19.658 UFPA’s, distribuídas em 255 municípios, nos estados de Alagoas, Espírito Santo, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe, com especial atenção a povos e comunidades tradicionais. A seleção dos municípios considerou a concentração de famílias em situação de pobreza rural, incluindo aquelas inscritas no Cadastro Único e aptos a receberem o recurso do Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais, coordenado pelo Sesan/MDS.

Em alguns lotes também foram beneficiários agricultores familiares oriundos de acordo de financiamento firmado entre Ministério do Desenvolvimento Agrário (substituído pela Sead) e o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), que deu origem ao Projeto D. Helder Câmara.


Jerúsia Arruda
Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater)
Assessoria de Comunicação Social
Contatos: (61) 2020-0905 / 99241-3607 - ascom@anater.org
Facebook: www.facebook.com/anater.org
Twitter: https://twitter.com/Anaterorg
Instagram: www.instagram.com/anaterorg

 

Incentivando a Inovação & Maximizando a Produtividade